domingo, 12 de outubro de 2014

TODA A IMUNDÍCIE POR TRÁS DO INSTITUTO ROYAL, NO BRASIL INTEIRO! VERGONHA EM SER BRASILEIRO!

Instituto Royal - Paradoxo 

Como está x Como deveria estar  (um olhar além do resgate)

Foram confirmados os casos de abuso e maus-tratos aos animais não só nos relatórios de inspeção em poder do Ministério Público, bem como nos beagles resgatados com tumores, dentes colados, infecções. Muitos morreram, mas tiveram a "sorte" de morrer dignamente nas mãos caridosas que os acolheram. E se pensarmos nos que agonizaram sozinhos dentro do Royal...centenas, milhares? Desvios de comportamento em função das experiências traumáticas, todos os sobreviventes do Royal possuem. E a lei 9605? E os protocolos do Concea? 
E o que acontece com o responsável técnico que validava todos esses abusos? tem seu registro cassado? sofre processo administrativo?  É preso? No Brasil, não. Consegue emprego em empresa ainda maior, mantém o alinhamento perfeito dos cabelos e mais magra se ajusta melhor nos terninhos pastéis. Código de ética? Justiça?
5 milhões foram liberados para as "atividades educacionais" do Royal. Devolveram depois de um ano do fechamento do Instituto? 
O que aconteceu com a investigação do Bioagri? Infinitamente maior que o Royal, em Brasília.
Até hoje não foi fiscalizado NENHUM LABORATÓRIO COM BIOTÉRIO NO BRASIL - informação do próprio Concea, que ao invés de inspecionar resolveu afrouxar as exigências para regularização dos laboratórios, porque quase 100% não tinha alvará de funcionamento... Ou mantemos o pensamento mágico de que o inferno só ocorria no Royal e que todos os bichinhos vivos hoje nos demais laboratórios estão sendo tratados segundo protocolos de boas práticas ou de fato nos organizamos e exigimos que as leis sejam cumpridas.

Instituto Royal - Paradoxo(?)
Como está x Como deveria estar (um olhar além do resgate).

Foram confirmados os casos de abuso e maus-tratos aos animais não só nos relatórios de inspeção em poder do Ministério Público, bem como nos beagles resgatados com tumores, dentes colados, infecções. Muitos morreram, mas tiveram a "sorte" de morrer dignamente nas mãos caridosas que os acolheram. E se pensarmos nos que agonizaram sozinhos dentro do Royal...centenas, milhares? Desvios de comportamento em função das experiências traumáticas, todos os sobreviventes do Royal possuem. 

E a lei 9605? E os protocolos do Concea? 

E o que acontece com o responsável técnico que validava todos esses abusos? tem seu registro cassado? sofre processo administrativo? É preso? 


No Brasil, não. Consegue emprego em empresa ainda maior, mantém o alinhamento perfeito dos cabelos e mais magra se ajusta melhor nos terninhos pastéis. Código de ética? Justiça?

5 milhões foram liberados para as "atividades educacionais" do Royal. Devolveram depois de um ano do fechamento do Instituto? 


O que aconteceu com a investigação do Bioagri? Infinitamente maior que o Royal, em Brasília.


Até hoje não foi fiscalizado NENHUM LABORATÓRIO COM BIOTÉRIO NO BRASIL - informação do próprio Concea, que ao invés de inspecionar resolveu afrouxar as exigências para regularização dos laboratórios, porque quase 100% não tinha alvará de funcionamento... 


Ou mantemos o pensamento mágico de que o inferno só ocorria no Royal e que todos os bichinhos vivos hoje nos demais laboratórios estão sendo tratados segundo protocolos de boas práticas, ou, de fato nos organizamos e exigimos que as leis sejam cumpridas.