domingo, 28 de dezembro de 2014

Homeopatia animal - Programa Rio Grande Rural

Eles sentem o mesmo que todos nós

Sempre indago quem outorgou ao ser humano o livre-direito de explorar, subjugar, maltratar, assassinar um animal por esporte, por lazer (caça e pesca esportiva) ou matá-los para alimentação.  Quem foi que nos outorgou este "direito" e privilégio?
 
 

Costumo insistir naquilo que é necessário para o despertar de uma nova consciência pelo bem dos animais. Como o sol que surge ao nascer de cada dia, torna-se indispensável o renascer das ideias que incitam a vida, o pleno direito dos outros seres sencientes viverem sem a perseguição contumaz de humanos crueis e desalmados.
 
Senciência animal é tema fundamental para que possamos modificar todos os velhos e superados conceitos sobre a vida deles.   Por isso, estudo diariamente a fim de melhor entender e levar ao leitor informações qualificadas.  A vida é uma importantíssima escola para a nossa evolução e a preservação da vida na Terra em amplo espectro.
 
Com os proficientes estudos de neurocientistas desvendando o que era antes insondável no mundo animal, hoje sabemos que todos os mamíferos, todos os pássaros e outros de espécies diferentes, como o polvo, por exemplo, possuem estruturas nervosas que produzem a consciência.  Todos os animais são seres sencientes e não pairam mais dúvidas sobre a questão.
 
Um cachorro quando demonstra alegria ao ver seu tutor, são ativados naturalmente em seu cérebro estruturas semelhantes às mesmas estruturas que existem no cérebro humano.  O mesmo ocorre quando sente dor, medo, etc.
 
Citei acima o polvo - este animal possui 500 milhões de neurônios - os humanos possuem em torno de 100 bilhões e, com isso, segundo a Ciência, a estrada está construída para produzir-se consciência sintética, algo inimaginável há algumas décadas.   A neurociência deu passos largos no estudo e entendimento da complexidade cerebral, embora ainda haja muitos mistérios a ser revelados.
 
Há uma tendência natural da espécie humana em pensar que o mundo nos foi concedido por Deus.  Todavia, esquecemos ou fingimos não perceber que os animais também têm direito à vida.  A concepção antropocêntrica de que somos o centro do mundo, o divisor de águas, os melhores e mais capacitados está totalmente superada.  O especismo não cabe mais nos dias de hoje, quando temos suporte para estudar e entender que os outros seres vivos também são criaturas da mesma divindade e, portanto, precisam viver, tendo sentimentos, consciência e emoção.
  
Segundo o dr. Marc Bekoff, do corpo docente da Universidade do Colorado, as características consideradas exclusivamente humanas, como a capacidade de sentir emoções e tomar decisões morais, estão espalhadas em todo reino animal e complementa, afirmando que os animais têm sentimentos complexos e profundos, como alegria, mágoa, tristeza, vergonha, ressentimento, empatia e compaixão.  Eles também diferenciam o certo do errado e se sensibilizam pela dor e alegria dos outros animais.
 
O luto dos animais, a adoção de um por outro de espécie diferente, não é ato de instinto - é sentimento profundo que nós conhecemos como ...amor!
 
Vou sugerir às autoridades, vou trabalhar intensamente para tentar inserir na grade escolar em todos os níveis a senciência e direito dos animais.  Não deixo de fazer a minha parte, pois tenho plena convicção que eles sentem o mesmo que todos nós.
 
Por: Gilberto Pinheiro
Jornalista, palestrante em escolas e universidades
sobre a senciência dos animais, integrante da CPDA/OAB,
Comissão de Proteção e Defesa dos Animais da Ordem Dos Advogados
do Brasil, seccional Rio de Janeiro

  APOIADORES
© Copyright 2014 | Direitos dos Animais | Todos os direitos reservados | Termos de uso | Design: Ellementto-Arte | Programação: 5dot

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Crueldade humana

31.486 visualizações
This undercover video taken by MFA at a Canadian veal factory farm resulted in animal cruelty charges filed today. Read more: http://www.mfablog.org/breaking-cruelty-charges-filed-follo…
  • PURA COVARDIA!
  • Vitela um prato fino, caro e visto como “chic”, mas acima de tudo cruel. Foi criado para “aproveitar” os bezerros descartados pela indústria do leite.
    A produção de leite também implica em crueldade com os animais. Milhares de bezerros são mortos, criados em gaiolas minúsculas para que não desenvolvam nem enrijeçam músculos, a fim de serem abatidos e vendidos como vitela, considerada uma carne nobre por sua maciez.
    Pra que a vaca possa produzir o leite que bebemos, acabamos por ser cúmplices da produção dessa insanidade.
    Sem direito ao leite, para que os humanos o bebam. Sem direito ao Sol.
    Sem direito a caminhar. Sem direito a chegar a um ano de vida.

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Queremos rações sem sofrimento e transgênicos, para os nossos animais

Queremos rações sem sofrimento e transgênicos, para os nossos animais
 
2.000
1.487
1.487 assinaturas. Vamos chegar a 2.000

Por que isto é importante

Não queremos contribuir com a matança e o sofrimento de milhões de animais, para alimentar os nossos. Amamos e respeitamos todos eles.
Postado novembro 1, 2013
Criado por
Plínio Ganzer M. Brasil
A ser entregue para:
Fábricas de ração do Brasil e do exterior
Assine a Petição  
Prezados Senhores: Sabemos que já é possível desenvolver rações éticas, sem restos de animais e transgênicos. Nos é imensamente penoso prezar pela nossa alimentação, e ter que alimentar os nossos animais, contribuindo com a morte e o sofrimento de outros. Chega! Sabemos que esse resto da alimentação humana é usado não por ser a melhor opção, mas sim pelo seu baixo custo. Assim sendo, solicitamos, com a maior brevidade possível, que ofereçam alimentos verdadeiramente saudáveis, éticos e ecológicos para os nossos bichos. Acreditamos que os senhores, como industriais que são, tenham visão de mercado, e essa é uma demanda crescente neste país e no exterior. Atenciosamente, Os Peticionários.
 
Coloque seu endereço de email
 
 



Avaaz.org protegerá sua privacidade. e te manterá atualizado sobre isso e campanhas similares.

quinta-feira, 11 de dezembro de 2014

FELICIANO FILHO QUER PROIBIR USO DE FOGOS PRÓXIMO A ANIMAIS

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Amigos,

Protocolei na manhã desta quarta-feira (25) um projeto de Lei que proíbe o manuseio, a utilização, a queima e a soltura de fogos de artifício e artefatos pirotécnicos em eventos realizados com a participação de animais, ou em áreas próximas a locais onde se abrigam animais. 

O recente acidente ocorrido no rodeio de Hortolândia terminou com a morte de seis cavalos, de Beethoven, o cão mais conhecido de Campinas, e com nove pessoas feridas, sendo uma em estado grave. O acidente envolveu dez carros na SP-101. Os cavalos, que participariam da Festa do Peão de Hortolândia, fugiram do confinamento e invadiram a estrada após se assustarem com o show pirotécnico do próprio evento.

E nesta semana tomamos conhecimento da morte do cão Douglas, em decorrência do pânico causado pelos fogos durante o jogo do Brasil, na última segunda-feira (conheça sua história aqui: https://www.facebook.com/naosoltemfogos)

Com esse projeto, fica vetada a utilização de qualquer tipo de fogos de artifício num raio de 2 km de rodeios, cavalgadas, eventos de exposição/venda de animais, qualquer local que abrigue, exponha, ou conte com a participação de animais; canis públicos, ou privados, abrigos, zoológicos, santuários, matas e parques públicos e áreas de preservação permanente. Também veda fabricar, transportar e soltar balões que possam provocar incêndios nas florestas.

O barulho causado por espetáculos desta natureza causa pânico e desorienta os animais, vez que eles possuem uma sensibilidade auditiva muito superior ao ouvido humano. A vibração resultante dos sons geralmente atinge um tom muito agudo na natureza, proporcionando uma sensibilidade nos animais e resultando principalmente na fuga do que eles consideram como predadores. Além disso, em decorrência do pânico causado, muitos animais podem sofrer paradas cardiorrespiratórias, convulsões e ter diversos problemas que podem levá-los à morte.

A multa para quem infringir esta Lei pode chegar a 60 mil reais, para pessoa física, e 200 mil reais, para pessoa jurídica, dobrando em caso de reincidência. Empresas podem também ter suas atividades interditadas.

O projeto entra em tramitação e será avaliado pelas comissões competentes antes de ir a votação em plenário.

Um abraço a todos.

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

ABATEDOUROS: Centros de Tortura Animal

23 h ·
Video summary of Animal Equality's investigation into slaughterhouses in Spain, released at the beginning of 2008.

terça-feira, 9 de dezembro de 2014

quinta-feira, 4 de dezembro de 2014

SEJA VEGANO POR AMOR AOS ANIMAIS!

A cruel cultura chinesa de comer cães, esbarra na nossa cultura de comer outros seres.

quarta-feira, 3 de dezembro de 2014

Para o mundo acidental a cultura de comer cachorros é extremamente agressiva e chocante, porém quem somos além de carnívoros, que também matam seres com a mesma finalidade, saciar  a fome, e podemos dizer totalmente fora do contexto necessidade.  A nossa incapacidade de gerenciar a própria razão nos faz assassinos em potencial, pois hoje o ser humano é o maior predador da face da terra, e em contra partida somos sentimentalistas também quando o assunto é bichinho bonitinho, não há coerência, há discrepância, digamos eu amo uns e como outros? Não há sentido quando nos chocamos ao ver cães em mesas chinesas dilacerados por machados e ao mesmo tempo nos deslocarmos de casa ao açougue e compramos um quilo de carne bovina, suína ou de aves, qual a diferença? Posso responder sem pensar muito. Sua mente não pensa e nem obedece a sua razão, hoje você recebe ordens de um sistema coletivo, que o faz aceitar o que é certo ou errado, não pela lógica, mas pela necessidade de se produzir capital para que alguém acumule. O ser humano é um eterno consumidor e infelizmente os animais entraram na sua lista de consumo.
Sua inoperância de entender o próprio comportamento é um desvio social, é uma conduta fabricada, tipo uma  engenharia social, essa o faz aceitar coisas horrendas como normais e o inverso. Motivo, manter a ordem monetária onde muitos  não tem nada e uma minoria possui muito.
Na china por ter uma mega população, qualquer meio de alimento extraído da facilidade de plantar e colher, criar e matar se faz por demanda, um povo tão imenso terá que suprir suas necessidades, mesmo que meio a isso se faça coisas que não são necessárias como matar. A ignorância e a miséria são forças que agem em conjunto com a destruição de todo sistema, partindo da falta de respeito ao próprio ser humano e todo bioma existente a sua volta. Chineses é um exemplo clássico de bernes humanos, onde são bilhões e destroem tudo a sua volta por uma  cultura de subsistência destruidora e por fim devorando também seu próprio habitat. Digamos que tecnologia não supra seu composto de adversidade   de seres, entre   vegetais e todo tipo de vida que compõe o bioma.
O Brasil tem parcela populacional bem menor que os chineses, mas estamos em crescimento exponencial em um país de dimensões continentais e tende a ter também uma mega população.  Hoje possui o maior matadouro do planeta, a Friboi, símbolo do holocausto para os protetores e ativistas na causa animal.
Assim como um cão é assassinado para saciar a fome de um chinês, e isso  nos choca, como fica um indiano diante seu bife, sua rabada, seu fígado bovino?
Contra senso e contradições terrenas que só observando para vermos que não há sentido em nada, apenas interesses, culturas  e raízes onde essas não deixam os ditos ir além delas.
Jota caballero

segunda-feira, 1 de dezembro de 2014

ESTUPIDEZ E BOÇALIDADE DE QUEM AINDA HABITA A SEGUNDA DIMENSÃO


Foto de Climatologia Geográfica.
 Foto de Climatologia Geográfica.
 

Foto de Climatologia Geográfica.
 
Climatologia Geográfica adicionou 4 novas fotos.
 
Caso de crueldade com animais em Manaus, moradores de um condomínio de luxo colocaram telas de proteção nas palmeiras e pulverizaram veneno nas folhas para evitar que os periquitos descansassem no local. O resultado, foi a morte de centenas de animais.

‪#‎Descaso‬. Compartilhe Climatologia Geográfica

sábado, 29 de novembro de 2014

CODEVIDA FAZENDO ISSO? NOTA ZERO! FACHADA ELEITOREIRA? FIQUEM DE OLHO!


Edite Duarte
 compartilhou o vídeo de Vivendo em Santos.
2 h · 
6.512 visualizações
CODEVIDA OPERA ANIMAL COM FRATURA E DEVOLVE PARA RUA AINDA SEDADO.
Se você não gosta de animais, é uma escolha sua, mas em Santos muita gente tem trabalhado pela causa animal, por isso causa tristeza o órgão responsável por cuidar dos animais tomar esse tipo de ação, ao invés de apontar o dedo para qualquer pessoa na Codevida queremos lembrar que TODOS QUE LÁ TRABALHAM devem seus empregos aos animais, o fundo de defesa animal cuja a contribuição vem com o IPTU foi pago por todos os 11 membros da nossa equipe, acreditamos que milhares de pessoas em Santos também pagaram, a pergunta então é como é que um animal é atropelado, com fratura exposta é levado pra Codevida, eles fazem a castração, poem uma simples tala e ainda devolvem o animal sedado pras ruas ?
Que palhaçada é essa ? Quem é o responsável por isso ? Você gostaria que a sua mãe fosse atropelada, levassem ela pro hospital, eles colocassem uma tala, sedassem e jogassem ela na rua ? Não ? Então porque fizeram com o animal ? Nós pagamos nossos impostos pra isso ?
E que papo furado foi esse de dizer que devolveram pro dono do animal se no vídeo tá NÍTIDO que somente depois do zum zum zum na internet que atingiu até um vereador ai, foram recolher o animal da rua mesmo quando finalmente conseguem um lar temporário pro animal que foi tratado pior do que lixo ?
Nossa equipe quando não conseguiu apoio da sociedade, tirou do próprio bolso os custos de resgatar, tratar e encaminhar pra adoção animais, como é que uma equipe de voluntários que não recebe um real da prefeitura consegue ser mais responsável que um órgão que recebe uma parcela expressiva de impostos e contribuições ?
Obs: Esse vídeo está sendo encaminhado a Promotoria Ambiental, mas você também tem direito de saber o que está acontecendo.
Vivendo em Santos ao seu lado.

TELHADO CHEIO DE GATOS É A DEFESA DA INTERAÇÃO DAS CRIANÇAS COM ANIMAIS

Por Roberta Tavares em Educação

Dona de cinco gatos deficientes, cearense lança livro para incentivar crianças a proteger animais

A cearense Tyanne Maia é apaixonada por animais, principalmente por gatos, que tem nove ao todo. Em nome deles, ela escreveu livro em apenas 10 minutos

Apaixonada por gatos, cearense escreve livro para incentivar adoção de animais (FOTO: Arquivo pessoal)
Apaixonada por gatos, cearense escreve livro para incentivar adoção de animais (FOTO: Arquivo pessoal)

O amor pelos animais motivou a cearense Tyanne Maia, de 35 anos, a escrever livros infantis com o objetivo de incentivar crianças a cuidar e ajudar bichinhos abandonados a encontrarem um novo lar. “Quero ensinar as crianças a gostar de animais. Se a gente ensinar desde pequenas, cada vez menos animais de rua serão maltratados ou mutilados”, acredita a designer de interiores e estudante de Letras.

Intitulado “Telhado de Gatos”, o livro conta a história de uma garota que percebe que seu telhado não é composto por telhas; mas, sim, por vários gatos que vêm visitá-la todas as noites para cantar à luz do luar. Ela descobre ainda que todos os bichinhos são de rua e não têm dono. Então, lhe surge da ideia de ajudar a conseguir lares cheios de amor e carinho para esses lindos gatos artistas. “Alguns gatinhos têm deficiência, então eu chamo a atenção para isso”, acrescenta.

De acordo com Tyanne, o livro foi escrito em apenas 10 minutos. “O texto surgiu como um insight, mas a diagramação e os desenhos foram feitos em quatro meses”, explica, complementando que o segundo livro “Animal de estimação não é brinquedo não” foi escrito em dois meses. “O Telhado de Gatos é mais conscientizador, o segundo é voltado a crianças menores, falando sobre o primeiro animal de estimação”.

A cearense é apaixonada por animais, principalmente por gatos, tem nove, cinco deles deficientes. Cria animais desde os 3 anos. A paixão parece vir desde o berço. “A minha paixão é desde sempre. Minha primeira lembrança é agarrando um gato”, lembra.

A impressão dos dois livros só foi possível graças a um financiamento coletivo, em que pessoas de todo o mundo ajudaram a cearense a realizar o sonho por meio de uma ‘vaquinha virtual’. Em cada campanha, necessitava de R$ 8 mil; em uma delas, obteve mais do que o esperado: R$ 10 mil, incluindo de residentes dos Estados Unidos, Canadá e Portugal. “Doei R$ 1,4 mil para esterilização de animais carentes. A intenção não é ganhar dinheiro, é levar para o máximo de crianças esse aprendizado”, comemora.

O livro “Telhado de gatos” ainda não está disponibilizado em livrarias e, por isso, é vendido no site Respeito aos Animais, por R$ 27,70. Foram vendidos em torno de 500 exemplares. O retorno é gratificante. De acordo com a cearense, diversas pessoas enviaram fotos dos filhos lendo e até dos próprios animais ‘segurando’ o livro. “É de encher os olhos de lágrima ver o carinho das pessoas. Agora estou começando a ter esse pequeno reconhecimento”.

O terceiro livro de Tyanne, que está no forno, é destinado à adoção de animais com deficiência. “Eu acho que a relação criança com animal é muito forte, mas o problema não é a criança, mas sim o adulto. Muitos pais não querem animais, têm medo de colocar dentro de casa, não gostam da interação. Uma criança que nasce em convívio com o animal se torna mais sociável, mais amorosa e interage melhor com o ser humano”, ensina.

Telhado de Gatos

Telhado de Gatos

Jordan Maxwell - Como o mundo funciona

Jordan Maxwell - Conferência do Projeto Camelot (Legendado)

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

SOCORRAM ESSES ANIMAIS E IMPEÇAM ESSA INSÂNIA!

Holocausto animal
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
Nepal terá o maior sacrifício de animais do mundo

Cerca de 1 milhão de fiéis tem se dirigido para um remoto templo no sul do Nepal nos últimos dias, onde milhares de animais serão abatidos como parte de um ritual de sacrifício para homenagear a deusa hindu Gadhimai. Realizado a cada cinco anos, o ritual terá início na sexta-feira, 28.

Em 2009, última vez em que foi realizado, homens com espadas executaram cerca de 250 mil búfalos, ovelhas, cabras e galinhas durante dois dias frenéticos de ritual, assistido por milhares de pessoas.


Ativistas defensores dos animais criticam o evento, que tem atraído milhares de devotos do Nepal, assim como de regiões vizinhas da Índia. Gadhimai é a deusa hindu do poder. Seus devotos acreditam que sacrificar um animal em sua honra atrairá prosperidade.


Muitos dos animais – em sua maioria, filhotes – são levados ilegalmente pela fronteira com a Índia. No mês passado, a Suprema Corte da Índia ordenou ao governo que garanta que nenhum búfalo ou gado seja levado pela fronteira sem licença.


Até quarta-feira, porém, ativistas disseram que mais de 2 mil animais tinham sido apreendidos e 100 pessoas, presas, na fronteira da Índia com o Nepal. O festival desperta ainda grandes preocupações sobre as péssimas condições de saúde pública.

http://internacional.estadao.com.br/…/nepal-tera-o-maior-s…/

sábado, 22 de novembro de 2014

PROJETO RESGATO

NOSSO PARAÍSO NA TERRA

Os animais para mim são verdadeiras divindades *__* ... é assim que me sinto diante deles. Deslumbrada, agraciada, hipnotizada diante de tanta pureza e beleza. Uma vaca, um porco, uma galinha, um gato, macaco, cachorro... COMO SÃO LINDOS !!! 

 

Onde os homens vivem em paz, regidos pelas leis do amor; onde inexiste o especismo, a violência e o horror...aí, nesse mundo quero estar!