sábado, 5 de março de 2016

Governistas se calam sobre problemas no canil da Guarda Municipal de Santos, SP

Reportagem denunciando o descaso com homens e cães no equipamento não abala vereadores da bancada de apoio à Administração Paulo Alexandre Barbosa
Por Carlos Ratton
SP santos canilgmcreditomatheustagedl2jpg1Somente oito vereadores farão o trabalho inerente ao cargo: fiscalizar (Foto: Matheus Tagé/DL)

O descaso com relação à saúde dos homens e dos cães que prestam serviços no Canil da Guarda Municipal de Santos não foi suficiente para ‘tocar o coração’ da maioria dos vereadores que fazem parte da bancada de apoio ao prefeito Paulo Alexandre Barbosa. Ainda pelo que foi apurado ontem, somente oito vereadores farão o trabalho inerente ao cargo: fiscalizar.

O líder da bancada do PSDB, vereador Sadao Nakai, apesar o chefe do Executivo alardear dezenas de obras pela cidade, saiu na defesa do Governo: “Acompanho a questão da Guarda e do canil, conheço o local, estou ciente das condições físicas do equipamento e já manifestei ao governo minha preocupação. A Prefeitura tem projeto para tornar o equipamento adequado, mas no momento esbarra na falta de recursos. O governo está tentando emenda parlamentar com um deputado, e a conversa para a concretização do recurso está evoluindo”, disse.

O também governista e tucano José Lascane foi ainda mais comedido: “Espero que a Prefeitura Municipal de Santos agilize o mais rápido possível a reforma para que o equipamento possa atender de maneira adequada as suas finalidades”. Hugo Duppre informou por sua assessoria que está fortemente gripado e que, assim que melhorar, “fará visita ao equipamento público”.

Os demais vereadores da bancada, apesar de procurados pelo Diário do Litoral, resolveram não se manifestar sobre a questão ontem quando a reportagem foi publicada, inclusive com um vídeo mostrando o estado precário do canil.

Vereadores querem explicações sobre ‘descaso’
“Infelizmente, mostra o descaso com a Guarda Municipal e uma falta de respeito com a vida animal. A valorização do servidor, no caso, o guarda municipal, e o respeito à vida animal, ainda mais neste caso, é primordial para que eles desempenhem suas funções com mais afinco e vontade, mais motivados. Vamos cobrar uma rápida solução neste caso, assim como o início da obra e questionar quando a melhora será realizada. Quero saber se a Administração já possui recursos para tocar esses trabalhos”, disse Marcelo Del Bosco (PPS).

Kenny Mendes e Douglas Gonçalves (DEM) foram ‘curtos e grossos’: “Estive lá ano passado e não estava assim. Com certeza, retornarei para nova fiscalização”, disse Mendes. “Vou me manifestar na Câmara”, completou Gonçalves.

Já Zequinha Teixeira (PRP) se mostrou surpreso com os estado de abandono do local e disse que nunca recebeu nenhum tipo de denúncia ou reclamação. “Tenho amigos na Guarda e nunca me relataram tal abandono. Vendo a matéria fiquei surpreso. Estarei acompanhando de perto e cobrando as providências. Tenho certeza que é de interesse da Prefeitura resolver essa situação”.

Antônio Carlos Banha Joaquim (PMDB) lembra que a corporação sempre teve seu apoio. “Colaborei com a Guarda e com o canil, seja doando animais, destinando emendas do orçamento municipal ou lutando para que a lei que especifica a construção de canis seja respeitada na cidade. Em função disso, no passado, lutei pelo fechamento de canil da Zona Noroeste. Estou indignado com as condições com que os guardas e os animais estão expostos. Que adiantou mudarem o local se os problemas se agravaram? Vou discutir isso com os vereadores na próxima sessão (hoje)”.

O oposicionista Evaldo Stanislau (Rede) ataca: “Parece que a questão não difere muito do procedimento usual desta Administração Municipal, ou seja, sempre alegam que tudo vai melhorar quando alguma obra ficar pronta. Por exemplo, a Saúde só vai melhorar quando o Hospital dos Estivadores estiver pronto; as enchentes só terão jeito quando o Santos Novos Tempos estiver concluído; o transporte só será perfeito quando houver integração com o VLT, e vai por aí”,
O vereador completa: “Só que, enquanto isso, tudo é praticamente abandonado como comprovam a situação do canil que será reformado (quando?); as peças de drenagem que viraram refúgio para drogados na Zona Noroeste; o atendimento na Saúde que cada vez está mais deteriorado, com UPA e tudo mais. São ótimos em anunciar planos e projetos, mas péssimos na ação prática. Isso é realmente não ter noção de prioridade e de administrar em benefício da população”, finaliza.

Benedito Furtado (PSB), o maior defensor da causa animal na Câmara, ficou irritado e cobrou a administração online. Ao DL, Furtado disse que logo que tomou conhecimento dos fatos, entrou em contato com a Coordenadora de Defesa da Vida Animal (Codevida) Leila Abreu, solicitando que fosse realizada uma vistoria na situação dos animais do canil. “Conversei com o ouvidor do Município, Flávio Jordão, sobre a necessidade urgente de solucionar os problemas mostrados no vídeo divulgado pelo jornal. Conversei também com o comandante da Guarda Municipal no mesmo sentido. Irei elaborar um requerimento solicitando informações sobre os aspectos negativos mostrados e as soluções que serão realizadas e qual prazo para a solução destes problemas”.

Confira os vereadores que se calaram
  • Ademir Pestana - PSDB
  • Adilson Júnior - PT
  • Carlos Teixeira (Cacá) - PSDB
  • Geonísio Aguiar (Boquinha) - PSDB
  • Igor Martins - PSB
  • Manoel Constantino - PMDB
  • Roberto Teixeira - PMDB
  • Jorge Vieira (Carabina) - PSDB
  • Murilo Barletta - PR
  • Sérgio Santana - PR
  • Sandoval Soares - PSDB
Fonte: Diário do Litoral