sábado, 9 de janeiro de 2016

Para salvar animais à beira da morte, advogada invade casa e é ameaçada por família proprietária, em Manaus, AM

Presidente da ONG animal PATA, Joana D’arc Cordeiro ainda tentou denunciar os maus-tratos contra dois cachorros que foram aparentemente abandonados dentro de uma casa no bairro Parque Dez, sem sucesso. Foi então que ela invadiu o local e fez o resgate. Após cuidados médicos, um dos cães não resistiu.
Por Isabelle Valois
AM Manaus advogada ameacadaGuará foi mais uma vítima de casos de maus-tratos contra animais em Manaus. (Foto: Divulgação)
Após o compartilhamento na rede social Facebook de um post que denunciava o abandono de dois cachorros, que estavam há vários dias agonizando sob chuva e sol, sem comida e sem água, dentro de uma casa no bairro Parque Dez de Novembro, na Zona Centro-Sul de Manaus, a advogada e presidente da Organização Não Governamental (ONG) PATA, Joana D’arc Cordeiro, não pensou duas vezes e foi buscar meios de ajudar os animais. Sem um retorno dos órgãos competentes e responsáveis pelo resgate, a advogada teve que invadir a casa para salvar os dois cães.
Todo o relato do caso foi compartilhado nas páginas de amantes, protetores e adeptos na luta da vida dos animais. Por causa disso, um dos parentes do proprietário dos dois cachorros que foram resgatados entrou em contato com Joana pedindo a devolução dos dois animais, pois, segundo ele, a família tinha muito apreço pelos cachorros e que a família estava sofrendo por causa da falta deles.
“Disse que iria conversar com outros integrantes da ONG para juntos decidirmos o que seria feito, pois (depois do resgate) um dos cachorros teve até que ser internado em uma clínica em estado grave. Mas já no outro dia recebi o contato de outra pessoa (ligada à) família, e dessa vez em outro tom e com ameaças”, contou Joana, dizendo que o que a pessoa deu a entender é que ela seria processada se não devolvesse os animais.
O outro parente, segundo a entrar em contato, se apresentou dizendo ser advogado e acusou Joana do crime de invasão de domicílio e escapo, além de que ela poderia ser processada por furto - não pelo cachorro que estava agonizando na chuva (e que foi batizado como "Guará" pela protetora), mas sim pela segunda cadela chamada "Maria", pois ela estava aparentemente bem. Joana também revelou que o tutor sabia que ela iria ao local fazer o resgate, e teria tentado esconder o cachorro, já muito debilitado.
AM Manaus advogada ameacada2Joana Cordeiro registrou o momento em que colocou Guará dentro do porta-malas do seu carro, ante de seguir para uma clínica veterinária.
Guará não resistiu e morreu na manhã desta quinta-feira (7). “Após acharmos o anjinho (Guará), vi que de fato ele estava agonizando, gemendo de dor, sem conseguir abrir os olhos e nem se locomover. Estava cheio de carrapatos, todo molhado e se tremendo. O quadro da erliquiose (doença transmitida pelo carrapato) estava muito avançada e as funções renais dele estavam prejudicadas”, lembrou a protetora.
“Infelizmente ele pagou o preço e as consequências da irresponsabilidade e maus-tratos dos próprios tutores. O sentimento de revolta é muito grande. Fiz o que pude e estava ao meu alcance, o Guará deixou de morrer à míngua e teve uma morte digna, recebendo cuidados médicos e tudo que precisava. É isso que me conforta em certa parte, ele não morreu sozinho, sem amparo”, desabafou Joana. Maria, a cadela resgata, porém, continua sob os cuidados da advogada e deve ser peça central em uma iminente processo judicial movido pela família.
A advogada denuncia, ainda, a ineficácia dos órgãos que deveriam combater abusos como este. Segundo ela, foram várias tentativas de contato com a polícia militar e civil, além da Delegacia Especializada em Crimes contra o Meio Ambiente e Urbanismo (Dema), sem sucesso. A equipe de A CRÍTICA tentou entrar em contato com o tutor dos cachorros, mas até a publicação desta matéria não houve retorno.
Em contato com a reportagem, a assessoria de imprensa da Polícia Civil esclareceu que "a delegada titular da Delegacia Especializada em Crimes Contra Meio Ambiente (DEMA), Ana Cristina, nos informou que esse caso não foi registrado e o telefone funciona normalmente. Sendo assim, a equipe pode procurá-la pessoalmente na própria sede da delegacia, situada na rua Mozart Guarnieri, bairro Parque Dez de Novembro, ou pelo seu celular (92) 99962-2340".
"A delegada orienta que essas situações sejam denunciadas diretamente na sede da especializada, para que haja melhor entendimento da situação. Gostaríamos de esclarecer que este caso não foi registrado na delegacia, sendo assim, não podemos responder pelo mesmo", conclui a nota enviada.
CONFIRA OS RELATOS DE JOANA NA ÍNTEGRA:
"INVASÃO DE DOMICÍLIO PARA RESGATE DE ANIMAIS (na PRÁTICA)
Como todos sabem no último sábado invadi a residência localizada no Parque Dez onde DOIS animais estavam sendo maltratados: Guará e Maria. Guará estava quase morto, agonizando, tremendo e sem qualquer auxílio. Maria estava sem comida e água há dias, quando oferecemos comida ela quase come a nossa mão de tão esfomeada que estava. Antes do resgate eu vi o post da denúncia e resolvi não ficar apenas esperando, resolvi agir. A ajuda demorada a esses animais poderia levar, em específico, o Guará a morte. Tentamos ajuda da polícia e sem sucesso. Foi quando decidi que iria entrar na casa e retirar os animais. Com o conhecimento legal que tive sei que isso pode e DEVE ser feito. Assim, filmei, fotografei e levei várias testemunhas para estar respaldada de uma possível ação judicial ou acusação fantasiosa.Guará e Maria (nomes dados por mim) foram resgatados. Guará encontra-se em estado grave internado na Clínica Veterinária Faro Fino.Ontem o filho e neto dos donos dos animais entrou em contato comigo (não vou revelar os nomes). Contou que Guará tem 15 anos de vida e Maria 3 e que a família tem muito apreço pelos animais. A casa onde os dois foram abandonados pertencem a avó da dita pessoa e que ela mudou por volta de 1 mês atrás, mas que todos os dias o pai dele ia na casa colocar alimento para os animais. Disse que quer os animais de volta, pois a família está sofrendo e que o Guará ficou naquele estado em um dia e ainda, que o pai não tinha o discernimento que deveria levar o animal imediatamente para uma clínica e que acreditava que o estado crítico do animal ia reverter. Disse ainda que de fato, o pai foi a residência antes que eu chegasse e que tirou o animal de onde estava para um lugar coberto e que ele não escondeu o animal atrás da caixa de isopor. O pai foi até o local porque as pessoas ligaram para o número da placa de vende-se e a corretora disse que muitas pessoas ligaram denunciando."
"Hj vi o pedido de ajuda para esse animal e na mesma hora não pensei duas vezes: salvar! Ele estava há vários dias agonizando, sob a chuva e sol, sem comida, sem agua, sem nada.Fui ao local e a casa estava sem ninguém. Inicialmente olhamos por fora para ver se achávamos o animal e nada. Depois pensamos em uma forma de pular o muro e invadir a casa para procura-lo, foi quando conseguimos arrombar uma parte do portão que se abriu. Logo sai a procura e achei o Guará escondido atrás de uma caixa de isopor. Antes de chegarmos ao local, vizinhos informaram que alguém tinha entrado na casa, OU SEJA, a pessoa sabendo que íamos averiguar, ESCONDEU o pobre animal e deixou a míngua. No mesmo local, na parte dos fundos da casa tem um animalzinho aparentemente bem mas que estava ESFOMEADO, pois quando foi alimentado ficou desesperado.Após acharmos o anjinho vi que de fato ele estava agonizando, gemendo de dor, sem conseguir abrir os olhos e se locomover. Cheio de carrapatos, todo molhado e se tremendo. Retiramos da casa, coloquei o Guará no meu carro e seguimos para a clínica Faro Fino. O Guará fez exames de cinomose e parvo e pelas benção de Deus deu negativo. No entanto ele está com a maldita erliquiose (doença do carrapato) e MUITO debilitado. A glicose está baixa e a situação é realmente grave. Ele precisou ficar internado e agora nossa luta continua em busca de conseguirmos arcar com esses custos da clínica. Cada diária do Guará custa 200 reais, exames 160, frontline 80 e até o momento a continha dele está totalizando 600 reais. Estou responsável por ele e como sempre vou arcar com a maior parte dos gastos, mas peço que quem quiser ajudar com qualquer quantia que faça a sua doação,pois não tenho só ele sob minha responsabilidade, tenho vários. Nesse momento o que precisamos é de AJUDA! Então quem quiser ajudar pode depositar na minha conta:
Bradesco POUPANÇA
AG 3711-7, Conta 0060220-5
Joana Darc dos Santos Cordeiro
CPF: 001.036.492-71
Quem ajudar, envia o comprovante para meu whatsapp (92) 98145-1111, bem como se quiserem qualquer informação pode mandar mensagem para mim ou acompanhar no FB Joana Darc ou insta @joanadarccordeiro"
"CASO GUARÁ E MARIA
5 dias após o resgate
Nosso vovozinho de 15 anos de idade não resistiu. Acabou de virar estrelinha. O quadro da erliquiose estava muito avançado e as funções renais dele estavam prejudicadas. Ontem colocamos a sonda para ele se alimentar melhor. Infelizmente ele pagou o preço e consequências da irresponsabilidade e maus-tratos dos próprios tutores. O sentimento de revolta é muito grande! Agora vou encontrar um lugar pra enterrá-lo, quitar a conta na clínica, cuidar da Maria e tomar as providências legais. Obrigada a todos que torceram por ele, que ajudaram, compartilharam, visitaram na clínica e os que ainda vão ajudar nessa reta final. #casoguara‬ ‪#casoguaraemaria"
Fonte: A Crítica

Mais notícias